Curiosidades e outras informações

Você sabia?

          Existem três tipos de nascentes. As perenes são aquelas que ainda possuem fluxo de água contínuo, mesmo na estação seca. As nascentes intermitentes secam durante o período seco e as nascentes efêmeras nascem com as chuvas, mas desaparecem depois de uns dias. O projeto RECOR utiliza a técnica conhecida como "solo-cimento" para restaurar nascentes perenes. Para realizar esse processo, é importante que sejam utilizadas ferramentas manuais pois, máquinas e veículos podem danificar a vegetação local.


O Projeto RECOR tem como intuito mitigar os efeitos de degradação das matas ciliares do Rio Coruripe. Isso favorece:

  • a diminuição da erosão, que ocasiona assoreamento e pode causar arraste de nutrientes para os cursos d’água, depauperando o solo
  • a retenção de defensivos agrícolas, poluentes e sedimentos que seriam conduzidos aos cursos d’água
  • a existência de um ambiente favorável, com condições bióticas e abióticas, garantindo a manutenção da biodiversidade

As matas ciliares tem importantes funções:

  • agem como reguladoras do regime hídrico, por causa da retenção da água da chuva e do abastecimento do lençol freático
  • atuam como reguladoras dos fluxos de água superficial e subsuperficiais, bem como na manutenção da sua qualidade
  • ocupam áreas mais sensíveis da bacia hidrográfica, como as margens das nascentes e áreas saturadas

Bacias hidrográficas onde as matas ciliares estão bem conservadas apresentam:

  • maior regularidade de vazões
  • menor perda de solo
  • menores níveis de contaminação da água e dos sedimentos
  • maior biodiversidade, oferecendo abrigo e alimentação para a fauna e propágulos (pólen, sementes e brotos), e proporcionando a regeneração natural da flora

A Bacia Hidrográfica do Rio Coruripe está contida em sua totalidade no território de Alagoas, apresentando algumas particularidades:

  • O Rio Coruripe nasce na Serra da Mandioca, em Palmeira dos Índios, município localizado no agreste alagoano.
  • Possui uma extensão de 336 km, uma altitude de 550 m e uma área geográfica de 2.013,5 km², que abrange 19 municípios.
  • Está a aproximadamente 110 km de distância do Rio São Francisco.
  • Sua foz fica localizada no Oceano Atlântico, na região de Coruripe, zona da mata alagoana, ao sul da capital, Maceió.
  • O Rio Coruripe faz parte da Bacia do Atlântico Sul, no trecho Norte e Nordeste.

A Mata Atlântica, que inicialmente se estendia ao longo dos litorais do Brasil, Paraguai e Argentina, apresenta dados relevantes:

  • Depois da Floresta Amazônica, a Mata Atlântica é o segundo maior bloco de floresta na região neotropical.
  • O estado de Alagoas apresenta a segunda maior área em remanescentes de Mata Atlântica do Nordeste (807,95 km²), perdendo apenas para o estado de Pernambuco com 1.363,23 km².
  • Embora possua alta diversidade biológica e elevada taxa endêmica, a Mata Atlântica é um dos cinco biomas mais ameaçados do mundo.
  • A Mata Atlântica abriga uma alta riqueza de espécies ameaçadas e endêmicas, com mais de 20 mil espécies de plantas vasculares, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.
  • Atualmente, estima-se que mais de 93% da Mata Atlântica original tenha sido destruída ao longo do processo de ocupação histórica do litoral brasileiro, sendo mais agravada na região nordeste, cuja cobertura atual restringe-se a apenas 0,3% da extensão original.